Trecho da obra ‘Crise em Crise’, de Paulo Franchetti, sobre ‘Poema Sujo’, de Ferreira Gullar

É possível pensar que o ‘Poema Sujo’ seja o ponto alto da poesia de Gullar. No sentido de ser um momento de solidificação, de balanço e resumo de uma poesia que se libertara do peso excessivo que para ela foram os caminhos da vanguarda e os descaminhos da poesia populista, e que exercitava, num poema longo, a sua inteira força. Por isso, é bom que seja devidamente celebrado. Como invenção e construção poética, entretanto, ainda sinto que o marco é ‘Dentro da Noite Veloz’. (trecho do texto “Ferreira Gullar, notas de um heroísmo”, de Paulo Franchetti, publicado no livro ‘Crise em Crise: notas sobre a poesia concreta e crítica no Brasil Contemporâneo).


Confira mais sobre a obra no site da Ateliê Editorial.

Ferreira Gullar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *