Notícias

Dia do Professor e da Professora na Ateliê Editorial

A Página do Professor e da Professora é uma área exclusiva para os docentes, coordenadores e bibliotecas cadastrados, do ensino fundamental ao universitário.

Nela, pode solicitar catálogos e informações adicionais. A Página do Professor e da Professora também dá acesso a descontos especiais em todos os títulos de nosso catálogo.

Confira como se cadastrar no site da Ateliê Editorial: Acesse aqui

‘William Morris — Sobre as Artes do Livro’ recebeu Menção Honrosa no 34º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, na categoria Trabalhos Escritos Publicados

Na última quarta-feira, 13, de outubro, a obra William Morris — Sobre as Artes do Livro, publicada pela Ateliê Editorial neste ano, recebeu Menção Honrosa no 34º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, categoria Trabalhos Escritos Publicados. O livro teve a edição, introdução e revisão técnica de Gustavo Piqueira, além do projeto gráfico por Gustavo Piqueira e Samia Jacintho (Casa Rex). Clique aqui e confira mais sobre o livro no site da Ateliê.

O LIVRO

Sempre que se faz necessário apontar um marco inicial do movimento de private press, escolhe-se a publicação, em 1891, de The Story of the Glittering Plain, escrito por William Morris, primeiro título editado pela Kelmscott Press com o objetivo de recuperar a beleza do livro, perdida em meio às tiragens cada vez mais apressadas e descuidadas da imprensa regular. Todos os componentes de uma obra (a escolha do texto e da fonte tipográfica, a composição dos tipos, o papel, a tinta, a “decoração” e a encadernação) deveriam ser planejados e executados manualmente com o máximo de cuidado e excelência para, juntos, produzirem o “livro ideal”. Os mais de cinquenta livros que Morris editaria nos anos seguintes obedeceram, todos, à busca por esse padrão ideal de qualidade.

Gustavo Piqueira é autor de mais de 30 livros nos quais mistura livremente texto e imagem, ficção e não ficção, design, história e tudo mais que encontrar pela frente. À frente de sua Casa Rex, também é um dos mais reconhecidos designer gráficos do país, com mais de 500 prêmios recebidos. Pela Ateliê Editorial publicou Morte aos Papagaios, a tradução do irreverente A História Verdadeira, escrito no século II por Luciano de Samósata, Clichês Brasileiros. Para mais informações sobre seus projetos de design: www.casarex.com; para seus livros: www.gustavopiqueira.com.br

Edição: 34º Prêmio Design (2021)
Categoria: 
Trabalhos escritos publicados
Menção Honrosa Inscrição: 2021-2-00050
Design/Autor(a): Gustavo Piqueira (Textos originais: William Morris)
Editora: 
Ateliê Editorial

Ateliê realiza a live de lançamento do livro ‘Presente’, de Ésio Macedo Ribeiro

A Ateliê Editorial realiza, na quinta-feira, 14 de outubroàs 19h, a live de lançamento do livro de poemas Presente, de Ésio Macedo Ribeiro. Além do autor, o encontro conta com a presença dos escritores Antônio Carlos Secchin, Luiz Ruffato e Nicolas Behr, com a mediação do escritor e jornalista Jorge Ialanji Filholini. A obra está com preço promocional de lançamento (clique aqui e confira).

Assista ao bate-papo no link abaixo:

‘Sociologia da Leitura’ novamente disponível no catálogo da Ateliê

Sociologia da Leitura, de Chantal Horellou-Lafarge e Monique Segré, está novamente disponível no catálogo da Ateliê Editorial.

CLIQUE AQUI

A sociologia da leitura é um importante campo de reflexão sobre esta prática social e experimentou grande desenvolvimento nos últimos quarenta anos, especialmente na França. Entretanto, ela ainda é pouco estudada no Brasil. A publicação deste trabalho procura lançar bases para que a discussão sobre a prática da leitura ganhe cada vez mais corpo também em nosso país. A presente obra oferece uma perspectiva panorâmica do tema, mais descritiva do que teórica, insistindo no fato de que a palavra escrita continua ocupando lugar central na sociedade contemporânea – que, por sua vez, se caracteriza, entretanto, pela onipresença da imagem e pelo mundo virtual.

Pré-venda exclusiva no site da Editora Mnêma do livro ‘Em Busca do Paraíso Perdido: As Utopias Medievais’, de Hilário Franco Júnior

Já começou a pré-venda do livro Em Busca do Paraíso Perdido: As Utopias Medievais, do premiado historiador Hilário Franco Júnior. A venda é exclusiva pelo site da Editora Mnêma.

E o melhor, está com um incrível desconto: de R$180,00 》》》Por R$99,00 (envio a partir de 30/10)

ACESSE AQUI

O LIVRO

Desde meados do século passado ampliaram-se muitos nossos conhecimentos sobre a Idade Média, na qual se reconhece a matriz da civilização ocidental cristã. Mas ainda subsistem múltiplas facetas interessantes a explorar, uma delas a produção utópica da época, que a historiografia tende a negar.

De um lado, argumenta-se não ser possível falar em utopia antes de Tomás More ter criado a palavra, no começo do século XVI. De outro lado, afirma-se que as pessoas da Idade Média pensavam demais na perfeição do Além para poderem imaginar uma sociedade perfeita nesta vida.

O livro que o leitor terá em mãos mostra, contudo, com refinamento conceitual e erudição, que houve várias utopias na Idade Média, cuja compreensão ajuda a lançar luz sobre não poucos aspectos do Ocidente atual.

O AUTOR

HILÁRIO FRANCO JÚNIOR é professor de pós-graduação de história social na Universidade de São Paulo. Obteve o pós-doutorado em história medieval na École des Hautes Études en Sciences Sociales, na França. Recebeu dois prêmios Jabuti. Tem diversos livros publicados, sempre focando temas medievais.  Publicou pela Ateliê Dante – O Poeta do Absoluto e Cocanha – Várias Faces de uma Utopia.

Ateliê e Mnêma lançam ‘Em Busca do Paraíso Perdido: As Utopias Medievais’, do premiado historiador Hilário Franco Júnior

A Ateliê Editorial e a Editoria Mnêma publicam, neste ano, a obra Em Busca do Paraíso Perdido: As Utopias Medievais, do premiado historiador Hilário Franco Júnior. A pré-venda começa em breve.

Desde meados do século passado ampliaram-se muitos nossos conhecimentos sobre a Idade Média, na qual se reconhece a matriz da civilização ocidental cristã. Mas ainda subsistem múltiplas facetas interessantes a explorar, uma delas a produção utópica da época, que a historiografia tende a negar.

De um lado, argumenta-se não ser possível falar em utopia antes de Tomás More ter criado a palavra, no começo do século XVI. De outro lado, afirma-se que as pessoas da Idade Média pensavam demais na perfeição do Além para poderem imaginar uma sociedade perfeita nesta vida.

O livro que o leitor terá em mãos mostra, contudo, com refinamento conceitual e erudição, que houve várias utopias na Idade Média, cuja compreensão ajuda a lançar luz sobre não poucos aspectos do Ocidente atual.

O AUTOR

HILÁRIO FRANCO JÚNIOR é professor de pós-graduação de história social na Universidade de São Paulo. Obteve o pós-doutorado em história medieval na École des Hautes Études en Sciences Sociales, na França. Recebeu dois prêmios Jabuti. Tem diversos livros publicados, sempre focando temas medievais. Publicou pela Ateliê Dante – O Poeta do Absoluto e Cocanha – Várias Faces de uma Utopia.

Hilário Franco Júnior


Ateliê realiza a live de lançamento do livro ‘Presente’, de Ésio Macedo Ribeiro

A Ateliê Editorial realiza, na quinta-feira, 14 de outubro, às 19h, a live de lançamento do livro de poemas Presente, de Ésio Macedo Ribeiro. Além do autor, o encontro conta com a presença dos escritores Antônio Carlos Secchin, Luiz Ruffato e Nicolas Behr, com a mediação do escritor e jornalista Jorge Ialanji Filholini. A obra está com preço promocional de lançamento (clique aqui e confira).

Primeiro Passo Depois de Alguma Coisa

“Em 27 de novembro de 2015, num quarto do Palmer Hotel, em Chicago, minha vida virou do avesso com a notícia da morte do meu pai no Brasil. No mesmo dia, tomado por uma vertigem, comecei a expurgar toda a dor que eu sentia, escrevendo poemas em sua lembrança. Sabia que dali para frente nada seria como antes. Dezembro foi um mês de choro e de escrita ininterruptos.

Estes poemas foram, portanto, escritos no calor da emoção. Depois, trabalhados à exaustão no tempero da lucidez. Que eles lhes provoquem o riso, a lágrima e, sobretudo, uma reflexão sobre o bicho esquisito chamado MORTE. Por alegrias que tivemos. Por tristezas que tivemos. Pela VIDA que nos foi dada. Não podia deixar que seus dias por aqui morressem com ele”.  (Da “Apresentação” do Autor).

O AUTOR

Ésio Macedo Ribeiro (Frutal – MG, 10/02/1963) é doutor em Literatura Brasileira pela USP, escritor, bibliófilo e fotógrafo. É autor de, entre outros, E Lúcifer Dá Seu Beijo (1993), Marés de Amor ao Mar (1998), Brincadeiras de Palavras: a Gênese da Poesia Infantil de José Paulo Paes (1998), Pontuação Circense (2000), O Riso Escuro ou o Pavão de Luto: um Percurso pela Poesia de Lúcio Cardoso (2006), 40 Anos (2007), Estranhos Próximos (2008), Drama em Sol para o Século XXI (2011), É o que Tem (2018), Um Olhar sobre o que Nunca Foi: (2019), Augusto 90 de Fevereiros Campos (2021); e organizador e editor da Poesia Completa de Lúcio Cardoso (2011), dos Diários de Lúcio Cardoso (2012), de O Vento da Noite, de Emily Brontë, trad. de Lúcio Cardoso (2016), e de Ana Karenina, de Liev Tolstói, trad. de Lúcio Cardoso (no prelo), e, com Marília de Andrade, de Maria Antonieta d’Alkmin e Oswald de Andrade: Marco Zero (2003). Atualmente, vive em Chicago, EUA.

Ésio Macedo Ribeiro

Ateliê e Mnêma formam parceria editorial

A Ateliê Editorial e a Editora Mnêma formam uma parceria para lançar, neste ano, três importantes obras de estudo, pesquisa e para leitores interessados em Literatura Antiga (grega, latina e em outras línguas indo-europeias).


Com uma editoração muito bem caprichada, a primeira obra a ser publicada será Em Busca do Paraíso Perdido: As Utopias Medievais, do premiado historiador Hilário Franco Júnior.


Na parceria ainda lançarão Dicionário Grego-Português, organizado pelas professoras Daise Malhadas, Maria Celeste Dezotti e Maria Helena Moura Neves, assim como Elegia Grega Arcaica: Uma Antologia, dos professores e pesquisadores Giuliana Ragusa e Rafael Brunhara.


A proposta das duas editoras é colocar as obras no mercado ainda neste ano.

A Ateliê Editorial oferece descontos especiais em seus livros sobre Design, Editoração, Tipografia e Livros sobre Livros

A Ateliê Editorial oferece descontos especiais em seus melhores livros sobre Design, Editoração, Tipografia e Livros sobre Livros.

São mais de vinte títulos em promoção

Veja os títulos:

Produção Gráfica para Designers: De R$148,00 >>> Por R$88,80

Os Tempos da Fotografia – O Efêmero e o Perpétuo: De R$55,00 >>> Por $33,00

Pequeno Guia Histórico das Livrarias Brasileiras: De R$53,00 >>> Por R$31,80

Paratextos Editoriais: De R$91,00 >>> Por R$54,60

CONFIRA MAIS AQUI

AS PALAVRAS E A FELICIDADE, por Marcelo Musa Cavallari

Em 2015, uma prestigiosa editora com a qual eu havia feito duas parcerias bem-sucedidas me convidou para discutir novos projetos de “livros de religião”. Como sou católico praticante desde os 22 anos e gosto de estudar a doutrina e a história do catolicismo, acharam que eu poderia ter ideias úteis. (Marcelo Musa Cavallari na Revista Piauí.)

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI

Os Evangelhos – Uma Tradução

Esta nova tradução dos Evangelhos procura trazer ao frescor de um português literário contemporâneo a “surpresa e o encantamento” da leitura do original grego, como diz o próprio tradutor em sua apresentação. Algo obliterados por dois mil anos de uso como Escritura Sagrada dos cristãos, os quatro textos “conturbados, perigosos, áridos e difíceis” aparecem aqui no vigor de suas diferentes estratégias literárias. Textos que fundaram, no seio da cultura clássica do Mediterrâneo conturbadamente habitado por gregos, romanos, judeus, um gênero que só eles mesmos ocupam e fundaram o cristianismo e o Ocidente. Sem as divisões em capítulos e versículos, mais de mil anos posteriores aos textos, as versões de Mateus, Marcos, Lucas e João podem ser lidas como aquilo que foram escritas para ser: uma narrativa contínua da vida e dos ditos de Jesus de Nazaré. A proposta de uma tradução dos Evangelhos com esmero literário em edição bilíngue é uma iniciativa da Ateliê Editorial e da Editora Mnema. A amplitude da introdução, a profundidade das notas e comentários buscam esclarecer as escolhas da tradução, que nunca serão definitivas e infalíveis, e, por isso mesmo, sempre justificam uma nova edição dos Evangelhos em português.