Como facilitar o ensino de clássicos na escola?

Por: Renata de Albuquerque

#classiconaescola

Um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer e que traz consigo marcas de leituras que precedem as nossas. Por isso, explica Ítalo Calvino, merecem ser relidos. Mas, para professores do Ensino Fundamental e Médio, aproximar os clássicos da realidade dos alunos adolescentes é um imenso desafio. Seja pela barreira do vocabulário – já que muitas vezes os clássicos foram escritos com palavras que já caíram em desuso -, seja pelo simples desinteresse ou  pela “obrigação” da leitura, há uma questão recorrente para quem pensa a educação na escola: como aproximar o aluno dos clássicos?

Uma professora do Chile, por exemplo, estimulou a leitura de Cem Anos de Solidão (Gabriel García Márquez) propondo aos alunos que criassem memes sobre o livro. O resultado foi uma atividade não apenas divertida, mas envolvente e didaticamente relevante (leia a matéria sobre os memes aqui)

Para criar um espaço de discussão e ajudar os professores a trocarem ideias e a descobrirem como cumprir com louvor essa árdua tarefa, a Ateliê Editorial está lançando a campanha #classiconaescola

Para participar, mande uma mensagem inbox para o nosso Facebook, contando o que você faz para gerar interesse em seus alunos a respeito dos livros clássicos. Que iniciativas deram certo? Como você mobilizou-os nesse aprendizado?

A Ateliê Editorial convida a todos os professores para uma troca de ideias construtiva, para poder levar ao alcance de todos essas joias da Literatura!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *