Ateliê lança Cena Absurdo, de Pedro Marques

Obra foge da leitura tradicional e une poesia e música para tratar dos disparates, às vezes despercebidos, de nosso cotidiano

cenaCena Absurdo – Revisto e Diminuto: 1998-2015 apresenta poemas que revelam os absurdos do dia a dia, nem sempre notados quando se vive em meio a eles. Em alguns momentos, o livro apresenta dois ou três poemas na mesma página, ampliando a possibilidade de leitura simultânea. “Um aspecto que atravessa todos os poemas e que parece garantir uma certa unidade a eles é justamente a denúncia da hipocrisia, do contraditório, da incongruência, que se fazem revelar nas cenas mais corriqueiras: aí reside o desabrochar do absurdo que passa despercebido quando nele estamos inseridos”, escreve Luís Fernando Prado Telles, professor de Teoria Literária da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), no posfácio. No entanto, o que também chama atenção na obra é a proposta de uma experiência multimídia, já que Cena Absurdo apresenta clusters sonoros – conjunto de notas e palavras simultâneas em intervalos mínimos, e portanto dissonantes, no limiar do ruído.

Na obra, o poeta, compositor e ensaísta Pedro Marques, que também é professor de Literatura Brasileira da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), diz ter buscado “expandir as fronteiras midiáticas e intelectivas do livro”. Para tanto, contou com a participação de Gustavo Bonin, Micael Antunes e Juliana Amaral para “subverter” e “recosturar”seus versos por meio dos clusters sonoros. Segundo o autor, a obra convida o leitor à audição músico-poética por meio do celular ou computador. As composições podem ser ouvidas por meio do site www.cenaabsurdo.com.br ou por meio de um QRCode (imagem codificada de endereçamento), que acompanha cada cluster no livro. Para ouvi-los, é só posicionar o QRCode em frente à câmera do celular, tablet ou computador a partir de um programa de leitura. “Com cada indivíduo no seu instrumento, Cena Absurdo, no fundo, virou tipo um álbum de banda, só que com a palavra escrita à frente”, diz Pedro Marques.

Pela Ateliê, o autor também lançou Manuel Bandeira e a Música (ensaio, 2008) e Clusters (poesia, 2010).

Lançamento de Cena Absurdo

Data: 24 novembro, das 18h30 às 21h30

Local: Livraria da Vila – Rua Fradique, 915 (piso térreo), Pinheiros, SP

Tel.: (11) 3814-5811

Data: 07 dezembro, das 18h30 às 21h30

Local: Livraria da Vila (Shopping Galleria) – Rod. Dom Pedro I, s/ nº – Jardim Nilópolis, Campinas – SP

Tel.: (19) 3766-5160

Serviço

Cena Absurdo – Revisto e Diminuto: 1998 – 2015

Formato: 21 x 21 cm

Número de páginas: 80

ISBN: 978-85-7480-734-8

Preço: R$ 59,80

Sobre a Ateliê Editorial

A Ateliê Editorial está no mercado desde 1995, atuando principalmente nos segmentos de literatura – ensaios, crítica literária e outras matérias de natureza acadêmica; comunicação e artes; arquitetura; edição de clássicos da literatura; e estudos sobre o livro e seu universo. O objetivo desta casa é levar ao público leitor livros de alta qualidade editorial, em edições cuidadosas que primam pela atenção ao conteúdo, à forma e à expressão. Isso transparece tanto nas capas quanto no rigor e fidelidade textual, o que pode ser comprovado pelos diversos prêmios nacionais e internacionais já recebidos pela editora – como Jabuti, APCA e IDA International Design Awards (EUA).

Site: www.atelie.com.br

Blog: blog.atelie.com.br

Twitter: @atelieeditorial

Facebook: https://pt-br.facebook.com/atelieeditorial

 

Contatos para Imprensa:

Milena O. Cruz

imprensa@rda.jor.br

Tel: (11) 4402-3183/(11) 98384-3500

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *