Os Cadernos Anatômicos de Leonardo da Vinci

Mario Bresighello | Guia da Folha | 27.4.2013

Os Cadernos Anatômicos de Leonardo da VinciA genialidade polivalente de Leonardo da Vinci (1452-1519) está sintetizada nas investigações anatômicas que realizou entre 1485 e 1515. São esboços e desenhos de membros e órgãos de corpos humanos que o próprio Leonardo dissecava, à noite e às escondidas, em hospitais de Florença, Milão e Roma.

Compilados após sua morte, os trabalhos, de forte impacto visual, são acompanhados dos comentários do artista na escrita “ao contrário” inventada por ele, nos quais interpreta os conhecimentos que adquiria com a atividade.

Se, num primeiro momento, pode-se pensar que ela servia para que aperfeiçoasse sua linguagem figurativa, fica evidente que, pouco a pouco, ganha precisão e método de pesquisa científica, sem deixar de ser uma experiência estética única.

Os “Cadernos Anatômicos” chegaram a Inglaterra no século 17 e pertencem à família real inglesa. Lá permanecem desde então, como parte do acervo da biblioteca do Castelo de Windsor. Foram publicados pela primeira vez na primeira década do século 20.

Autor: Leonardo da Vinci

Tradução: Pedro Carlos Piantino Lemos e Maria Cristina Vilhena Carnevale

Editora: Ateliê Editorial e Editora Unicamp

Avaliação: Ótimo

Acesse o livro na loja virtual da Ateliê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *