Ateliê Editorial e Editora Unicamp publicam no Brasil a obra ‘Orlando Furioso’, de Ludovico Ariosto, em dois tomos

A Ateliê Editorial em coedição Editora Unicamp publicam, após mais de 20 anos, o segundo tomo da tradução integral em versos do poema Orlando Furioso, do poeta italiano do século XVI Ludovico Ariosto, feita pelo premiado Pedro Garcez Ghirardi para a Coleção Clássicos Comentados.

Ghirardi, que traduziu ao todo 38.576 versos, distribuídos em 4.822 oitavas-rimas por 46 cantos, apresenta ao leitor a conclusão deste trabalho poético publicado originalmente em 1516, trazendo todas as características de um épico. Segundo Ghirardi: “Cada oitava de Ariosto é uma pequena estrutura primorosa, uma obra-prima em si; é a unidade mínima à qual a tradução deve começar a atender”.

A Ateliê Editorial também relança o Tomo I de Orlando Furioso, premiado com o Jabuti de melhor tradução. “Eu não sou quem pareço”, diz Orlando, enfurecido de paixão amorosa. Sua figura tresloucada era o que sobrara do paladino cristão, exemplo de sensatez. Narrada, ou melhor, cantada pela insuperável poesia de Ludovico Ariosto, criador de um universo que fascinou Cervantes e Voltaire, Bandeira e Borges.

Deixe uma resposta