Editor, professor e fundador da Ateliê Editorial, Plinio Martins Filho participa, nesta quinta-feira, do bate-papo ‘Amor aos livros’ pelo Sesc na Bienal do Livro de São Paulo

Plinio Martins Filho, Simone Paulino e Manuel da Costa Pinto

O tema desta mesa se inspira na bibliofilia, o amor aos livros. Nesta conversa, Plínio Martins Filho e Simone Paulino dialogam sobre sua relação com os livros como leitores e como editores de diferentes gerações. Na Editora Nós, Simone Paulino busca reunir um catálogo que relaciona obras nacionais e a produção literária internacional. Dentre os muitos livros que Plínio Martins publicou e pelos quais foi premiado, destacamos as Coleções Arte do Livro e Bibliofilia. A mediação é do jornalista e crítico literário Manuel da Costa Pinto. Essa atividade cultural é parte da 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

O Sesc oferece aos trabalhadores do comércio, serviços e turismo, bem como a seus dependentes, acesso gratuito à Bienal. Para isso, basta apresentar a Credencial Plena válida e um documento com foto para garantir o ingresso (para saber mais informações sobre a Credencial Plena, acesse sescsp.org.br/credencialplena). Para comprar ingressos e visualizar a programação completa, acesse bienaldolivrosp.com.br

Coleção Bibliofilia

A bibliofilia se caracteriza por um amplo interesse que se estende do conteúdo às formas e aos componentes do livro. Mas o bibliófilo não se interessa apenas por uma bela encadernação, por uma impressão de qualidade, por papéis especiais, por ilustrações prestigiosas, ou pela alta tipografia. Com esse espírito, a Coleção Bibliofilia propõe aos seus leitores o que há de melhor na literatura universal sobre o tema. Trazendo textos de autores contemporâneos e clássicos, busca traduzir em pequenos volumes a harmonia entre a forma e o conteúdo que há mais de dois mil anos fazem do livro um objeto de preservação cultural e uma fonte de prazer estético.  Livros já publicados na Coleção: O que é um livro?, de João Adolfo Hansen; Da argila à nuvem, de Yann Sordet; e A sabedoria do bibliotecário, de Michel Melot. Assista a um documentário sobre a coleção:

Plinio Martins Filho é mestre e doutor em Editoração pela ECA-USP, onde leciona. Atua no mercado editorial há cinquenta anos (Perspectiva, Edusp, Ateliê e Com-Arte) e participou da publicação de mais de três mil livros, tendo quase uma centena deles recebido o Prêmio Jabuti. É autor e organizador de vários livros, entre eles Edusp: Um projeto editorial e o Manual de editoração e estilo, vencedor em 2017 do Prêmio Jabuti de melhor livro de Comunicação. É editor da LIVRO – Revista do Núcleo de Estudos do Livro e da Edição e coordena as coleções Artes do Livro e Bibliofilia da Ateliê Editorial, esta última em coedição com o Sesc.

Simone Paulino é jornalista, escritora e editora. É mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP – Universidade de São Paulo. Escreveu diversos livros, dentre eles, Como Clarice Lispector pode mudar sua vida (2017), O sonho secreto de Alice (2013) e Abraços negados (2019). Participou das antologias de contos Grafias urbanasHistórias femininas, Olhar Paris e Escrever Berlim. Em 2015, criou a Editora Nós, que conta com um catálogo de mais de 60 títulos de literatura nacional e estrangeira. É professora da The School of Life Brasil.

Manuel da Costa Pinto é jornalista e crítico literário, autor dos livros Paisagens Interiores e Outros Ensaios (B4), Literatura Brasileira Hoje (Publifolha) e Albert Camus – Um Elogio do Ensaio (Ateliê); organizador de A Inteligência e o Cadafalso e Outros Ensaios, de Albert Camus (Record), e do Diário Confessional, de Oswald de Andrade (Companhia das Letras). Foi editor da revista Cult, colunista da Folha de S.Paulo, curador da Flip (2011) e da programação literária da Feira do Livro de Frankfurt de 2013, que teve o Brasil como país homenageado. Atualmente, apresenta o programa Entrelinhas, da TV Cultura, e é curador do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa.

Assista a um documentário sobre a trajetória editorial de Plinio Martins Filho, produzida em sua homenagem pela Balada Literária:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.