Daily Archives: 10/02/2022

Ateliê Editorial publica nova edição de ‘O Século da Canção’, de Luiz Tatit

A canção brasileiro do século XX proporcionou diversas manifestações e interpretações que são executadas e referenciadas por décadas. Nossa canção incorporou ao longo desse período uma grande variedade de fisionomias que, embora não trouxesse qualquer obstáculo para o pronto reconhecimento da maioria dos ouvintes, tornou trabalhosa sua definição artística, sobretudo, sua apreciação crítica. E é nesse sentido que O Século da Canção, de Luiz Tatit, caminha para trazer a história desses gêneros musicais.

A canção é peça artística, mas também produto de consumo. Sob esse viés, o linguista e músico Luiz Tatit analisa o nascimento e a evolução da canção popular brasileira no século XX. O autor elege alguns períodos, movimentos e artistas importantes para formar nossa singular sonoridade. Merecem destaque a bossa nova e o tropicalismo: esses movimentos não só alcançaram expressivo sucesso comercial, mas se tornaram paradigmas estéticos da música produzida no país a partir dos anos 1960.

Este livro apresenta uma leitura do nascimento, consolidação e progresso da canção popular brasileira ao longo do século XX, ao examinar a diversidade da sonoridade brasileira, comportando-se – assim destacado no texto de apresentação da obra – “como um organismo mutante que ludibriava os observadores por jamais se apresentar com o mesmo aspecto. Onde o comentarista procurava coerência melódica, encontrava fragmentos entoativos independentes. Onde procurava soluções poéticas, deparava-se com a fala crua. Quando examinava o ritmo de fundo, a informação estava na melodia de frente. Quando focalizava o arranjo, este era apenas um recurso a serviço do canto. Quando a autenticidade tornava-se um valor, sobressaiam-se as influências estrangeiras. Quando se esperava maior complexidade harmônica, reentravam em cena os três acordes básicos e nem por isso a canção perdia o seu encanto. Se o julgamento recaía sobre o conteúdo da letra, vingavam as músicas para dançar. Se a novidade estética tornava-se um critério de avaliação, predominavam as fórmulas padronizadas de sucesso comercial”.

Esta terceira edição com ortografia atualizada é publicada pela Ateliê Editorial de modo a estudar esse importante século para a cultura brasileira, um livro referencial que formula outros critérios para uma reavaliação do desenvolvimento da canção brasileira no século XX.

Luiz Tatit é músico e professor Titular do Departamento de Linguística da FFLCH-USP. Pela Ateliê Editorial publicou os livros Análise Semiótica Através das LetrasElos de Melodia & LetraO Século da Canção, Todos Entoam – Ensaios, Conversas e Lembranças e Semiótica à Luz de Guimarães Rosa. Já lançou os CDs Felicidade (1998), O Meio (2000), Ouvidos Uni-vos (2005) e Rodopio (2007), todos pelo selo Dabliú.