Leia um trecho de ‘A Reforma e os Livros (1517 – 2017) – Paris e Strasbourg Empreendem Duas Exposições Memoráveis’, de Marisa Midori Deaecto, presente na revista LIVRO 9/10

No Blog da Ateliê, vamos apresentar trechos dos textos dos autores e autoras que fazem parte do novo número duplo da Livro – Revista do NELE (Núcleo de Estudos do Livro e da Edição/USP). , que foi lançada em dezembro pela Ateliê Editorial.

Livro – a Revista é uma publicação do NELE (Núcleo de Estudos do Livro e da Edição), da USP, juntamente com a Ateliê Editorial. É um fórum aberto à reflexão, ao debate e à difusão de pesquisas que tem na palavra impressa seu objeto principal.

Leia um trecho de A Reforma e os Livros (1517 – 2017) – Paris e Strasbourg Empreendem Duas Exposições Memoráveis, de Marisa Midori Deaecto:

Passados alguns anos das celebrações que marcaram o quinto centenário da Reforma de Lutero (1517-2017), efeméride que mobilizou diversos setores das comunidades religiosa e científica, nossa revista não poderia deixar de documentar a publicação de dois catálogos memoráveis, testemunhos de importantes exposições, realizadas em Strasbourg (2017) e em Paris (2018).¶ Martin Luther (1483-1546), ou Martinho Lutero, como ficou conhecido entre nós, foi um monge agostiniano e doutor em teologia. Aspectos de sua obra e da recepção de suas ideias, bem como de seus escritos, serão assinalados mais adiante. Interessa, à guisa de apresentação, reforçar seu legado: uma nova religião cristã reformada, fruto da cisão que suas ideias provocaram no seio da Igreja, desde a publicação das célebres 95 Teses, na cidade Wittenberg, em 1517. E sua versão da Bíblia para o alemão. ¶ O Novo Testamento foi traduzido em 1522, logo após sua excomunhão da Igreja. Conta-se que o autor levou onze semanas para transpor o texto bíblico em um alemão acessível a todos. A primeira edição foi impressa em Wittenberg, mas não demoraram a sair outras edições em Augsburgo, Leipzig, Strasbourg e Basileia. A tradução do Antigo Testamento demandou um trabalho mais concentrado e lento, o qual se concluiu ao final de doze anos. A primeira edição completa da Bíblia, traduzida por Lutero, pôde, então, ser publicada em Wittenberg, em 1534. O volume foi ilustrado por Hans Lufft e o volume impresso por Lucas Cranach, que durante quarenta anos imprimiu mais de cem mil cópias. Até o ano da morte de Lutero, em 1546, cerca de duzentas mil cópias da Bíblia foram impressas em diversas partes da Europa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *