Leia um trecho de ‘Leituras Silenciosas [100 Anotações Sobre o Ato de Ler]’, de Marcelino Freire, presente na revista LIVRO 9/10

No Blog da Ateliê, vamos apresentar trechos dos textos dos autores e autoras que fazem parte do novo número duplo da Livro – Revista do NELE (Núcleo de Estudos do Livro e da Edição/USP). , que foi lançada em dezembro pela Ateliê Editorial.

Livro – a Revista é uma publicação do NELE (Núcleo de Estudos do Livro e da Edição), da USP, juntamente com a Ateliê Editorial. É um fórum aberto à reflexão, ao debate e à difusão de pesquisas que tem na palavra impressa seu objeto principal.

Leia um trecho de Leituras Silenciosas [100 Anotações Sobre o Ato de Ler], de Marcelino Freire:

1] A melhor leitura é a silenciosa. Aquele instante em que você para a leitura do poema para ficar de mãos dadas com o poema.
[2] A viagem da leitura é sem volta.
[3] Entre em um livro como se entrasse em uma floresta. Aqui e ali,
uma trilha, um galho caído, um tombo na água, a fonte de um
rio. O sol, o perigo.
[4] Não sabemos de tudo o que há dentro de uma floresta. Assim como
não sabemos de tudo o que está plantado em um livro.
[5] Tem um papel chamado “pólen”. É bem verdade. Todo leitor é
polinizador.
[6] Escrever é inscrever. Fincar na página, inaugurar. Levantar do chão.
[7] Daí, ler é capinar.
[8] Toda página é um terreno minado.
[9] Daí, ler é desativar minas terrestres. E aéreas.
[10] Não procure pela pontuação de um escritor. Procure pela pulsação.
[11] Um bom livro não é o que prende o leitor, é o que liberta.
[12] Confortável tem de ser a cama, não a leitura.
[13] O leitor lê sempre o livro em primeira pessoa. Todo livro começa
antes no leitor.
[14] Escritor é aquele que leva uma ilha para um livro deserto. O leitor,
aquele que naufraga.
[15] A leitura é um exercício de natação.
[16] Se a toda hora você parar a leitura para ver em que página está, o
escritor terá fracassado.
[17] Não existe escritor fantasma. Existe leitor fantasma.
[18] Não acenda incensos na hora de ler. Você pode espantar os personagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *