Leia um trecho de ‘Fiscalização dos Impressores e Livreiros Parisienses no Período dos Últimos Reis da França (1814-1848)’, de Marie-Claire Boscq, presente na revista LIVRO 9/10

No Blog da Ateliê, vamos apresentar trechos dos textos dos autores e autoras que fazem parte do novo número duplo da Livro – Revista do NELE (Núcleo de Estudos do Livro e da Edição/USP). , que foi lançada em dezembro pela Ateliê Editorial.

Livro – a Revista é uma publicação do NELE (Núcleo de Estudos do Livro e da Edição), da USP, juntamente com a Ateliê Editorial. É um fórum aberto à reflexão, ao debate e à difusão de pesquisas que tem na palavra impressa seu objeto principal.

Leia um trecho de Fiscalização dos Impressores e Livreiros Parisienses no Período dos Últimos Reis da França (1814-1848), de Marie-Claire Boscq, com tradução de Elisa Nazarian.

Sob o Antigo Regime, livreiros e impressores foram incorporados aos “ofícios de perigo” rigidamente controlados. Chega a Revolução Francesa: o decreto Allarde elimina as corporações e a lei Le Chapelier reconhece a liberdade de expressão. Imensas mudanças e novas liberdades das quais irrompe uma “geração espontânea” de homens do livro. Segue-se, então, uma explosão de publicações de toda espécie: panfletos, brochuras, jornais, livros. A concorrência acontece de maneira cada vez mais violenta… e todo setor livreiro vê-se ameaçado de empobrecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *