Editor completo, por Plinio Martins Filho

Jacó Guinsburg

Jacó foi um editor completo, vivia 24 horas por dia o seu ofício e seu catálogo é o seu grande livro. Acompanhava todas as etapas da vida e da edição do livro, traduzia, revisava, preparava os paratextos pessoalmente e nada lhe escapava. Aprendi a preparar textos acompanhando as mudanças que ele fazia para melhorá-los e anotava as principais correções em um caderninho.

Era o homem-letra, o homem-livro, com quem tive a honra de conviver diariamente por dezoito anos seguidos. Comecei na Perspectiva com 21 anos. Na época, eu era um analfabeto funcional cursando o 2º Colegial e Jacó me deu a oportunidade de aprender, e para mim isto é tudo. Como diz Rosângela Patriota, na apresentação do livro Digitais de um Editor, “Jacó Guinsburg foi um homem de palavras e de cultura. Seu universo se constitui de livros e de pessoas capazes de levar adiante temas e questões que possam contribuir, por mínimo que seja, em tornar nossa existência um pouco mais digna e gentil”.

Sou uma das pessoas que teve o privilégio de conviver e aprender em ele. Como professor jamais chegarei perto de tamanha erudição, como editor procuro ser um bom discípulo.

Os livros agradecem, os leitores agradecem, a cultura agradece. Obrigado, Jacó!

Plinio Martins Filho

20 de setembro de 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *