Daily Archives: 04/09/2021

Ateliê Editorial lança a obra Crise em Crise – Notas sobre Poesia e Crítica no Brasil Contemporâneo, Paulo Franchetti

O livro reúne um conjunto de textos dispersos que, apesar da sua diversidade – já que se passa do ensaio à resenha ou ao depoimento -, abordam, de forma consistente, a poesia brasileira das últimas décadas.

A Ateliê Editorial publica, pelo selo Crítica hoje, Crise em Crise – Notas sobre Poesia e Crítica no Brasil Contemporâneo, do professor e pesquisador Paulo Franchetti, A obra contém um texto inicial do professor da Universidade de Coimbra, Oswaldo Manuel Silvestre: “Na vasta obra do crítico e professor universitário Paulo Franchetti, a poesia ocupa um lugar que o leitor interessado facilmente reconhece como central”.

O livro reúne um conjunto de textos dispersos que, apesar da sua diversidade – já que se passa do ensaio à resenha ou ao depoimento -, abordam, de forma consistente, a poesia brasileira das últimas décadas.

Dividido em duas seções, na primeira são estudados, entre outros, dois poetas cujas obras podem ser vistas como polos de força da poesia brasileira na segunda metade do século XX: Haroldo de Campos e Ferreira Gullar. O principal foco analítico da seção é o de verificar de que modo a poesia posterior ao Concretismo lidou com a herança ineludível ou não, da Poesia Concreta. Entre as questões derivadas dessa visada, avulta a do lugar e da função da poesia no mundo contemporâneo, bem como seu correlato: o lugar previsto ou desejável para o público a que ela se destina.

Uma obra que configura analisar e debater, de forma aprofundada, as questões sobre a poesia e crítica poética do século XX e XXI.

O AUTOR

Paulo Franchetti foi professor titular no Departamento de Teoria Literária da Unicamp e presidente da editora da mesma universidade por muitos anos. Escreveu, entre outros, Estudos de Literatura Brasileira e Portuguesa. Seu livro de haicais, Oeste, representa uma das mais admiráveis experiências na recente poesia brasileira. Para a coleção Clássicos Ateliê organizou também O Primo Basílio, Dom Casmurro, Iracema, O Cortiço e A Cidade e as Serras.