Poesia: seleta de poemas do livro Pequeno Palco

Março é o mês da poesia: dia 14, temos o Dia Nacional da Poesia e, uma semana depois, no dia 21, é o Dia Internacional da Poesia. Por isso, a Ateliê não poderia deixar de celebrar as datas e, neste ano, nosso presente para você são alguns textos escolhidos de Pequeno Palco, o novo livro de Ricardo Lima, que também é autor de Desconhecer e Pétala de Lamparina. Este é o sétimo livro de Ricardo, que trata de temas como a infância, a morte e o amor, entre outros e que tem ilustrações de Lygia Eluf. A seguir, você acompanha alguns textos do livro:

Poemas

todos de um certo modo
cavam um pequeno palco
em algum momento da vida


não serve pra nada
não aumenta nem diminui
não prega a paz nem dá um tiro


no circo do trabalho
no almoço em família
ou no botequim


em algum lugar sem a menor importância
cava-se o pequeno palco

lá somos os mais ridículos
no nosso pequeno palco
somos piores do que somos.

enquanto o sonho queima os olhos
no ar um gato mia em colo distante


a alegria da louça lavada
e enxuta no calor da tarde


o sol respinga na toalha
de uma mesa lisa
estreita
sem história

uma cortina
ainda sem cor.

a luz que amanhece sem voz é baça
névoa e dura
como dores musculares misturadas com angústia


uma manhã sem sol precisa de perícia
para saber quem colocou música tão alta
no poço do elevador


quem prendeu e quem mandou soltar
a triste rotina da estatística
as tantas mortes mordidas por tiro
e no poder um abençoado por deus.

ter tanto a preservar
quanto a amazônia
tem de mata e de medo
tem de longe e de dentro de mim


aquele com a dor queimado
conhece a chuva que não vai chegar

na contramão
o que desconhece o destino
do barco na descida
não sabe sequer usar os remos.

Ficou com vontade de ler mais?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *