Tag Archive for Edição e Revolução

Edição e Revolução – Leituras Comunistas no Brasil e na França, Marisa Midori Deaecto & Jean-Yves Mollier (orgs.)

Osvaldo Coggiola

Edição e RevoluçãoO mais importante, neste livro-coletânea, é erguer-se à altura da importância de seu tema. As edições revolucionárias (principalmente comunistas, em suas diversas variantes, ao longo do século XX), buscando constituir um pensamento e uma cultura própria das classes despossuídas, acabaram constituindo um aspecto essencial da cultura de cada país. Para fazê-lo, tiveram que nadar inicialmente contra a corrente e, depois, contra a repressão, inclusive em suas vertentes mais reacionárias e violentas (o nazismo ou o Estado Novo). A experiência da reação e da repressão não fez mais que dotá-la de novas forças e convicções. O paralelo e os vasos comunicantes entre essas trajetórias, na França e no Brasil, vão muito além da escolha, eventualmente arbitrária, de dois países a título de comparação. A experiência francesa é a de um exemplar centro irradiador de cultura de alcance mundial, desde os inícios da era moderna; a brasileira, a de uma exemplar cultura periférica e tardia que busca, e consegue (inclusive “pulando etapas”) situar-se ao nível das exigências e aspirações sociais da contemporaneidade. Os caminhos e cruzamentos da literatura revolucionária franco-brasileira ao longo do século passado iluminam, por isso, um arquétipo para se pensar a história intelectual e política da era contemporânea. Os trabalhos aqui apresentados, redigidos e organizados por pesquisadores de primeira linha de ambas as nacionalidades, delineiam um panorama que estende suas fronteiras para além da filologia bibliográfica (esta, no entanto, exposta com rigor acadêmico irretocável), para situar-se no nervo central da história das ideias e mentalidades. A literatura revolucionária deixa de ser marginal, a cultura brasileira deixa de ser periférica: a “cultura comunista” realiza o que o colonialismo cultural iluminista apenas sonhou (e de fato destruiu). Os nove jovens historiadores que aqui comparecem abrem, com os trabalhos reunidos neste volume, uma via de pesquisa e reflexão sem a qual é impossível sequer pensar numa história mundial da era na qual vivemos.

Participe do lançamento em São Paulo, sábado (26), no Centro Cultural Maria Antônia