Coleção Clássicos Comentados Ateliê

A Coleção Clássicos Comentados Ateliê é uma das mais importantes coleções da editora. Iniciada em 2005, com a Balada do Velho Marinheiro, de Samuel Taylor Coleridge, o objetivo da coleção é trazer ao público obras fundamentais da literatura universal, ricamente comentadas com notas de rodapé e apresentações que ajudam o leitor do século XXI a compreender a relevância daquela leitura e seu contexto.

As traduções também são muito cuidadosas, feitas por especialistas que levam em conta todo o histórico de cada obra para  poder oferecer ao leitor brasileiro soluções de tradução literária que o instiguem. Grande parte dos livros da coleção foi publicada em coedição com a Editora Unicamp. O resultado são livros que venceram ou foram indicados aos mais importantes prêmios literários brasileiros, como é o caso do Prêmio Jabuti.

Conheça alguns títulos da Coleção Clássicos Comentados:

Geórgicas – Um poema sobre as práticas e as técnicas de agricultura. Este assunto que aparenta não despertar interesse é o pretexto que Virgílio (70 a.C. – 19 a.C.) usa para tratar de temas grandiosos: a força do sentimento amoroso, as dificuldades humanas, o papel do trabalho. Para muitos, esta é a maior obra de Virgílio.

Palmeirim de InglaterraPalmeirim de Inglaterra não é apenas uma novela de cavalaria. O texto, escrito por Francisco de Moraes, faz parte de um ciclo, o que por si só explica a importância da obra. Nesta edição que a Ateliê acaba de lançar, os pesquisadores Lênia Márcia Mongelli, Raúl Cesar Gouveia Fernandes e Fernando Maués realizaram um minucioso e primoroso trabalho, transcrevendo a partir de várias fontes para poder chegar a um resultado fidedigno, que interferisse minimamente no estilo original – um dos pontos altos da obra.

A Trágica História do Doutor Fausto – Este volume reúne A Trágica História do Doutor Fausto, de Christopher Marlowe, e História do Doutor João Fausto, de 1587, de autor anônimo alemão. O primeiro texto foi traduzido por Luís Bueno e Caetano W. Galindo e o segundo por Mario Luiz Frungillo. O livro tem organização, notas e introdução de Luís Bueno e posfácio de Patrícia da Silva Cardoso.

A História das Aventuras de Joseph Andrews e seu Amigo o Senhor Abraham Adams é um livro de reconhecida importância histórica. Publicado em 1742, ele está na raiz de uma das duas grandes tendências do romance inglês no século XVIII. Acima de tudo, este é um romance envolvente e divertidíssimo, e deve proporcionar ao leitor agradáveis momentos na poltrona.

Eugênio Onêguin Vol. 1– O “romance em versos” Eugênio Onêguin é a expressão máxima do gênio de Aleksandr Púchkin (1799-1837), e representa para a literatura da Rússia o mesmo que OsLusíadas, A Divina Comédia, o Dom Quixote e as peças de Shakespeare representam respectivamente para Portugal, a Itália, a Espanha e a Inglaterra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *