Daily Archives: 28/03/2019

“Fascinação”: do teatro ao livro, quase 30 anos depois

Flavio de Souza é muito conhecido por seu trabalho para crianças, como “Rá-Tim-Bum” e “Mundo da Lua”. Ele também foi roteirista de programas de humor como “Sai de Baixo”. Já Luci Collin é poeta, ficcionista e tradutora. O encontro entre os dois poderia parecer inusitado à primeira vista, mas foi esse encontro que gerou Fascinação, volume em coedição Kotter e Ateliê Editorial, que traz para o registro do livro o texto que foi sucesso nos palcos brasileiros nos anos 1990. Mas não se trata de uma simples transposição. O trabalho de Flavio e Luci ampliou o texto original, criando para o leitor uma experiência diferente daquela vista pelo espectador no teatro. O Blog da Ateliê falou com os autores sobre Fascinação. Como eles mesmos explicam, no livro, é difícil reconhecer as contribuições individuais. Por isso, eles falam em conjunto ao Blog:

Fascinação: peça ou livro?

Fascinação foi montada nos anos 90 em São Paulo. Desde então, Flavio tinha a ideia de fazer um livro com a mesma história, e sempre teve vontade de fazer essa nova versão com uma escritora. Foi só no século seguinte, quando se mudou para Curitiba, que encontrou a pessoa ideal para ter como partner nesta empreitada. Foi na capital paranaense que eles se conheceram.

Quis o destino que eles se encontrassem num palco, durante um evento literário logo após o carnaval de 2017, e que Luci fosse justamente a pessoa escolhida para fazer uma pergunta para Flavio, logo após os cinco escritores participantes terem lido um trecho de uma de suas obras. Assim que Luci leu um conto escrito por ela, Flavio soube que tinha achado a escritora que procurava desde 1994.

O livro foi escrito a quatro. Além de expandir tanto em quantidade de palavras quanto em profundidade, a história começa semelhante e antes do fim do primeiro terço, se distancia da original.

O humor de Fascinação

O texto da peça já tinha humor, que foi aproveitado com grande eficiência por Marisa Orth, a atriz que estrelou a montagem. Como foi feita por dois escritores que têm o humor presente em quase tudo que escrevem, a transposição foi inevitável. Cada frase divertida escrita por um foi completada, emendada, melhorada, exatificada pelo outro, em sucessivas idas e vindas do pingue-pongue que foi a escrita deste livro.

O convite inicial para Luci foi que ela escrevesse a “correnteza de consciência” que na peça aparecia como um texto em off, gravado pela atriz, que eram trechos de anotações em um diário. Esses pequenos trechos seriam expandidos e mostrariam o pensamento essencialmente feminino. Esse plano inicial foi abandonado logo no início. Flavio escreveu pedaços da narração da atriz e Luci escreveu diálogos entre a atriz e seu marido, além de pensamentos do marido e do outro personagem masculino, num abandono do plano para a feitura do livro e uma mistura completa, desapegada e abusada de raciocínios, ideias, parágrafos, frases, palavras, já que, além de incluir palavras, frases e parágrafos, cada um eliminava palavras, frases, parágrafos de trechos escritos pelo outro sem nenhuma cerimônia e, surpreendentemente, por tratar-se de dois escritores, esses cortes não causavam indignação.

O resultado é que a maior parte das frases são colagens feitas aos poucos de palavras escritas pela Luci e pelo Flavio, e nenhum dos dois pode reconhecer com certeza todas as suas contribuições.

Flavio e Luci: escrita a quatro mãos

Atualidade do texto

Fascinação foi escrita ainda nos anos 1980. Mas o assunto continua atual. Há “piadas” sobre assédio que não “estavam na moda” nos anos 80, mas os relacionamentos não mudaram quase nada desde então, aliás, desde que Eva e Adão se encontraram pela primeira vez.

A parte inicial da trama é a mesma. Uma grande dama do teatro e da televisão brasileira acorda uma noite e se vê raptada… ou não…

Remontagem nos palcos

Por enquanto, não há nenhum plano de levar fascinação novamente aos palcos. Mas se acontecer, com certeza será uma nova versão, muito melhor que a montada em 1994.

Conheça outras obras publicadas pela Ateliê