Monthly Archives: outubro 2017

Poesia em vídeo

Literatura a gente encontra dentro dos livros, certo?

Sim, mas não apenas. Hoje em dia, é cada vez mais comum que a literatura ocupe outros espaços. E o vídeo é um deles. Por isso, alguns autores também marcam presença em plataformas como o Youtube. Carlos Cardoso, por exemplo, usa seu canal para mostrar ao público algumas de suas poesias – que serão em breve lançadas no volume “Na Pureza do Sacrilégio”. Confira “Camaleão

 

50 anos do Museu Lasar Segall

O Museu Lasar Segall está comemorando meio século com uma exposição que tem, como destaque, uma tela pintada por Segall aos 26 anos, Praça do Mercado de Meissen (c.1915), óleo (71,5 x 69 cm) doado por Celso Lafer, presidente do conselho do museu.

Lafer e Maria Luiza Tucci Carneiro são autores do livro “Judeus e Judaísmo na Obra de Lasar Segall“, que fala sobre a relação do artista com o tema retratado na tela, que é central na exposição.

Veja mais detalhes:  http://istoe.com.br/museu-lasar-segall-comemora-50-anos-de-arte-e-luta/

Augusto de Campos vence o Grande Prêmio de Poesia Janus Pannonius

O PEN Clube Húngaro, que reúne poetas, novelistas e ensaístas anunciou que Augusto de Campos – autor de Viva Vaia – foi eleito por um júri internacional como o vencedor do Grande Prêmio de Poesia Janus Pannonius de 2017.

Capa da antologia

O prêmio – que existe desde 2012 e é chamado pelo New York Times de “Nobel da Poesia”, já que o Nobel de literatura é mais amplo, e concedido a escritores de prosa também – já foi concedido a poetas aclamados, como Simin Behbahani, Yves Bonnefoy, Charles Bernstein e Adam Zagajewski. A premiação inclui publicações, leituras e um prêmio em dinheiro.

A cerimônia de premiação aconteceu em Pécs, cidade húngara onde Janus Pannonius (1434-1472), um dos mais reverenciados poetas do Renascimento Europeu, foi bispo. Houve também lançamento de livro de Augusto de Campos, em húngaro, publicado especialmente para a ocasião, além de leituras e performances de Augusto de Campos e Cid Campos.