É Dezembro! O Natal está chegando!

Pois é, o ano passou muito rápido e dezembro já chegou. O Natal se aproxima, as ruas se enfeitam, as fachadas se iluminam. E você, já começou a fazer a lista de presentes? Para ajudar, preparamos uma seleção especial de livros, que certamente vão agradar as pessoas dos mais variados perfis:

 

Poesia

cena

 

Cena Absurdo – Revisto e Diminuto: 1998-2015, de Pedro Marques, apresenta poemas que revelam os absurdos do dia a dia, nem sempre notados quando se vive em meio a eles. Em alguns momentos, o livro apresenta dois ou três poemas na mesma página, ampliando a possibilidade de leitura simultânea.

 

 

 

 

cicatriz2

 

Ao reunir escritos de 1995 a 2015, Eduardo Guimarães apresenta o seu quarto livro de poemas: Cicatriz. O título reflete os cortes, as cicatrizes, perceptíveis quando o autor nos faz refletir sobre dor e felicidade, por exemplo, bem como quando nos instiga a questionar sobre a nossa própria condição de ser.

 

 

 

 

poemas2

 

Novos Poemas, de Carlos Vogt, reúne três pequenas coletâneas: “Bandeirolas”, “Bolinhos de Chuva” e “Dedo de Moça”. As duas primeiras não tinham aparecido em livro, mas os poemas já haviam sido apresentados em canais da internet, como na página de poesia do autor: Cantografia. A terceira foi publicada em 2011.

 

 

 

 

Antologias

capa_antologia_fantastica

 

Antologia Fantástica da Literatura Antiga, organizada por Marcelo Cid, contempla trechos relativamente curtos que podem ser entendidos como literatura fantástica – um gênero que só passa a ter esse nome no século XX, mas é encontrado ao longo de narrativas históricas ou poéticas, ou mesmo em obras filosóficas de séculos passados.

 

 

 

 

Antologia da Poesia Erótica Brasileira

 

Antologia da Poesia Erótica Brasileira, organizada por Eliane Robert Moraes, com desenhos de Arthur Luiz Piza, é resultado de uma extensa pesquisa iniciada em 2005. São cerca de 350 poemas escritos nos últimos quatro séculos por autores brasileiros como Gregório de Matos, Carlos Drummond de Andrade, Ana Cristina César, Hilda Hilst, Roberto Piva e Arnaldo Antunes, entre outros.

 

 

 

 

Lançamentos

Palmeirim

 

Palmeirim de Inglaterra não é apenas uma novela de cavalaria. O texto, escrito por Francisco de Moraes, faz parte de um ciclo. Nesta edição, os pesquisadores Lênia Márcia Mongelli, Raúl Cesar Gouveia Fernandes e Fernando Maués realizaram um minucioso e primoroso trabalho, transcrevendo a partir de várias fontes para poder chegar a um resultado fidedigno, que interferisse minimamente no estilo original – um dos pontos altos da obra.

 

 

 

 

Sobrecapa do livro "Capas de Santa Rosa"

 

Capas de Santa Rosa, de Luís Bueno, venceu o Prêmio Jabuti 2016. Foi o primeiro colocado na categoria Projeto Gráfico.  O livro destaca as capas criadas por Santa Rosa, permitindo ao leitor acompanhar a transição das capas predominantemente tipográficas para as ilustradas, bem como compreender o aprimoramento crescente do campo editorial.

 

 

 

 

capa produção gráfica

 

Considerado uma referência quando o assunto é produção e design, o livro Production for Print, de Mark Gatter, ganha tradução inédita em português, com o título de Produção Gráfica para Designers. O trabalho de tradução foi feito por Alexandre Cleaver, com revisão técnica de Thiago Cesar Teixeira Justo.

 

 

 

 

Música

capa-paulinho-da-viola-elogio-amor

 

Paulinho da Viola e o Elogio do Amor, de Eliete Eça Negreiros, é uma reflexão sobre a lírica amorosa das composições de Paulinho, cujo eixo é a separação dos amantes”, explica Olgária Matos na apresentação da obra. A autora já havia lançado um estudo anterior sobre o tema, Ensaiando a Canção: Paulinho da Viola e Outros Escritos.

 

 

 

 

voz que canta

 

Em A Voz que Canta na Voz que Fala – Poética e Política na Trajetória de Gilberto Gil, o autor Pedro Henrique Varoni de Carvalho trafega pela análise do discurso e aponta como Gilberto Gil trouxe o seu discurso poético-tropicalista ao ministério, sugerindo e promovendo mudanças até então inéditas no que toca ao tratamento dado à cultura brasileira pelo Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *