Agora é científico: quem lê é mais feliz que quem não lê

Por Renata de Albuquerque

meninalendo

“O leitor tem a chance de viver a vida de muitos personagens”; “Quem lê, viaja sem sair do lugar”. Você já ouviu ou leu essas frases, com certeza. A sensação de felicidade que um leitor experimenta – e que era difícil de comprovar, porque só quem lê é que sente – deixou de ser empírica e agora pode ser comprovada cientificamente.

Pesquisadores da Universidade de Roma 3 (Itália), fizeram uma pesquisa com 1100 pessoas e concluíram que quem lê é mais feliz. No estudo, intitulado The happiness of reading, eles escrevem: “Leitores, na Itália, encaram a vida em uma perspectiva mais positiva, em comparação com não-leitores e sabem como aproveitar seu tempo livre de uma maneira mais enriquecedora e mais cheia de propósitos”.

O estudo se restringiu à população italiana. Mas alguém discorda que isso vale para todas as partes do mundo?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *