Ateliê Recomenda

Confira quatro exposições recomendadas especialmente para você ver esta semana.

exposicao-ibere-camargo-um-tragico-nos-tropicos-centro-cultural-banco-do-brasil-sao-paulo

IBERÊ CAMARGO: UM TRÁGICO NOS TRÓPICOS.

Em parceria com a Fundação Iberê Camargo,  o CCBB (Centro Cultura Banco do Brasil), exibe até o dia 7 de julho a mostra, Iberê Camargo: Um trágico nos trópicos.

A mostra dedicada ao pintor, gravador, desenhista, escritor e professor gaúcho, aborda a questão do Homem, seu corpo e sua existência, marca que percorre sua produção artística desde os anos 1940 até sua morte, em 1994.  A exposição possui curadoria de Luiz Camillo Osório, professor da PUC-RJ e curador do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Saiba mais sobre a exposição IBERÊ CAMARGO: UM TRÁGICO NOS TRÓPICOS.

alex

CAOS

A Galeria Paralelo apresenta até o dia 26 de julho, a exposição Caos  de  Alex Flemming.  O artista nesta exposição apresenta trabalhos inéditos no contexto de sua produção artística ou mesmo no contexto da arte contemporânea. O artista surpreende nesta série com obras inovadoras e inusitadas. Devido à diversidade e intensidade das pinceladas aplicadas, a mesma obra tem várias leituras de luz conforme o espectador se move diante da tela, resultante dos brilhos metálicos da cor prata adicionada à cor preta. O ser humano compõe a parte central desta obra, interesse primordial do artista, sem ser plenamente figurativo. O gesto, alguns objetos, as minúcias e as atuações dos seres aqui representados são marcantes o suficiente para abstrair o próprio corpo em si através de uma invasão do fundo na figura humana aí representada.

Responsável pelas famosas fotografias da estação Sumaré, parte integral do projeto arquitetônico da estação, Alex Flemming é um artista que se consolidou nas duas últimas décadas produzindo trabalhos de alto nível pictórico e conceitual, trabalhando quase sempre de maneira serial sobre as mais diversas superfícies.

Saiba mais sobre a exposição CAOS

treco

ESSE TRECO

Até o dia 19 de julho, a Galeria Virgílio exibe a exposição individual, Esse Treco, do artista paulistano Deco Farkas, pintor muralista e grafiteiro que vem usando a cidade de São Paulo como suporte para seus trabalhos, onde assina TRECO.

A mostra reúne trabalhos inéditos realizados no período de 2013 e 2014. Deco mostra pinturas sobre madeira, parede e vídeos. Segundo Vicente Góes, Deco é um artista simples e vibrante. Sua arte não se esconde em conceitos, não agride com críticas óbvias, não complica a percepção daquele momento único de espanto quando respiramos a primeira impressão. Ela traz o olhar genuíno do espanto, seja pelas cores fortes, traços seguros ou volumes maciços. Uma arte expressiva que não só deixa de investir nas tensões intelectuais, mas as alivia, quebrando o ritmo cognitivo do olhar e da imaginação. Seu processo criativo passa entre a sensação visual do inusitado e a intuição simbólica própria e peculiar e pelo povoamento onírico de criaturas fantásticas.

Deco Farkas é um artista de rua (grafiteiro) que vive e trabalha em São Paulo, formado pela FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado.

Saiba mais sobre a exposição ESSE TRECO

memoria de ruth

MEMÓRIAS GRAVADAS: A HISTÓRIA DE RUTH

Até o dia 21 de junho, o Museu Belas Artes de São Paulo (MUBA), na Unidade 3 apresenta a exposição itinerante Memórias Gravadas: a história de Ruth. A mostra celebra os 80 anos de vida da Profa. Dra. Ruth Sprung Tarasantchi, que inclusive estudou na Belas Artes, e apresenta uma parte de seus 45 anos dedicados à gravura em metal.

A curadora Gisele Ottoboni reuniu no núcleo central da exposição 60 gravuras assinadas por Ruth Sprung Tarasantchi, membro da Associação dos Críticos de Arte de São Paulo, diretora do Acervo do Museu Judaico de São Paulo e da SOCIARTE. É a chance de conferir trabalhos da artista plástica e historiadora que nasceu em Bugojno, na antiga Iugoslávia, e esteve com a família em um campo de concentração em Torino, na Itália, antes de chegar no Brasil.

Saiba mais sobre a exposição MEMÓRIAS GRAVADAS: A HISTÓRIA DE RUTH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *