Clássico é clássico. E vice-versa

Ronaldo Bressane | Revista Vida Simples

O que faz de um clássico um clássico? Por que ler clássicos em vez de contemporâneos? Existem “novos clássicos” por serem descobertos?

Clássico é clássico

Clique para ler a matéria completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *