Pedra de Tinta

Duplo Canto e Outros Poemas

Esmeralda-azul anil

Ouro-vermelho-laranja

.

Que são as cores da luz

Como as cores da matéria

.

Que são esponsais sem nome

Seja da carne ou do sangue

.

Paixão breve duma noite

Que queimou entre olho-mão

.

Laranja-vermelho-ouro

Azul anil-esmeralda

.

Arco-íris retornado

À sua nuvem de origem

.

Que dizer sabe e só ele

Em sonho o sabor sem-cor

.

Dizer sabe em preto-branco

O indizível ponto cinza

.

François Cheng

do livro Duplo Canto e Outros Poemas

Tradução de Bruno Palma

.

  1 comment for “Pedra de Tinta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *