Restaurar monumentos?

Restauração

por Isabel Furini | ICNews

Os antigos romanos já falavam da necessidade de preservar a história, pois ela educa e ajuda a entender o presente. Uma maneira de preservar a história de uma cidade é cuidar dos monumentos e dos prédios antigos. Nessa tarefa são chamados engenheiros, arquitetos, historiadores e restauradores, pois exige uma equipe multidisciplinar competente para não prejudicar aquilo que se deseja preservar.

Em 2008, quem passava pelo Paço da Liberdade, em Curitiba, observava as obras de restauração. No mesmo ano, a Praça Tiradentes foi reformada para valorizar os calçamentos de cunho arqueológico, datados da metade do século XIX, dando visibilidade aos achados. Tanto o Paço da Liberdade quanto o antigo calçamento da Tiradentes fazem parte da história da capital do Paraná.

Alguns livros nos ajudam a entender melhor os conceitos e os trabalhos de preservação. Como se iniciou o interesse pela preservação de monumentos históricos? Que conceitos moviam esses estudiosos que defendiam e defendem a proteção da arquitetura das cidades? Para entender um pouco mais do assunto, vamos falar de dois livros.

Leia o artigo completo com as resenhas de Catecismo da Preservação de Monumentos (Max Dvorák) e Preservação do Patrimônio Arquitetônico da Industrialização (Beatriz Mugayar Kühl).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *