Muitos sentidos de Rosa

Fonte: O Globo | Prosa & Verso

Por Sandra Guardini T. Vasconcelos

Livro Cores de Rosa, de Adélia Bezerra de Meneses

Livro explora motivos e imagens recorrentes na obra do escritor mineiro

Em meio a uma fortuna crítica que se avoluma cada vez mais, eis que surge uma nova coletânea de ensaios que, transversalmente, percorrem a obra do grande escritor mineiro João Guimarães Rosa para sugerir novos ângulos de leitura, tendo como fio condutor alguns motivos recorrentes que atravessam os textos rosianos privilegiados por Adélia Bezerra de Meneses, em seu Cores de Rosa.

O feliz jogo de palavras do título tanto põe em evidência um conjunto de temas que, de fato, colorem a produção de um dos autores mais importantes do nosso século XX como propõe que a presença das cores tinge as narrativas com seu forte poder de sugestão, revestindo-as de uma carga simbólica que convida à decifração. E decifração é, sem dúvida, a tônica de cada um dos ensaios do livro, em que o leitor acompanha o paciente de trabalho empreendido pela autora de esclarecimento de passagens mais obscuras e de desvendamento das camadas de sentido que se sobrepõem e movimentam a prosa ficcional de Rosa, escritor conhecido pelo seu artesanato e pela utilização sistemática de uma gama enorme de recursos formais.

Leia a matéria completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *