Bienal de Arte de São Paulo abre renovada, polêmica e com enfoque político

Bienal de Arte de São Paulo

por Alex Sens

A Bienal dedicada às artes plásticas retorna em sua 29ª edição, mais focada, polêmica e com entrada gratuita. Esta nova edição explora a arte como maneira de pensar o mundo e a política, sendo arte e política inseparáveis atividades criadoras do pensamento e de ações sociais e culturais. Os 160 artistas participantes trazem 800 obras que expressam, representam e analisam o mundo e seus valores morais e conflituosos.

Gil Vicente se autoretratou ameaçando personalidades do poder políticoAlgumas obras se destacam por seu forte apelo visual e variabilidade de significados. Entre as mais discutidas estão a série “Inimigos” com desenhos do Gil Vicente (que ilustrou uma capa da Revista Entretanto), artista recifense que se autorretratou ameaçando personalidades do poder político, e a imponente “Bandeira Branca”, de Nuno Ramos, que ocupa o vão central do pavilhão com estruturas verticais pretas encimadas por três urubus. As duas obras sofreram repúdio: a primeira por parte da Ordem dos Advogados do Brasil que a considerou um estímulo à violência, e a segunda de ambientalistas que pediram a libertação das aves, tendo até uma de suas estruturas pichadas com o pedido.

Mas entre tanta polêmica, há outras exposições menos viscerais como a germinação de grãos de feijão em pratos colocados numa mesa de jantar, da italiana Ana Maria Maiolino; o estancamento da vida e o emudecimento da música a partir de um derramamento de cera líquida nas cordas de um piano, da paulista Tatiana Blass; os quadros de Pop Art do recém-falecido artista brasileiro Wesley Duke Lee; ou a instalação “Cosmorelief”, de Fernando Lindote, que mescla vídeo, escultura, desenho e pintura numa atmosfera quase onírica.

Com uma otimista estimativa de um milhão de visitantes, a 29º Bienal de Arte de São Paulo tem curadoria de Moacir dos Anjos e Agnaldo Farias, além de outros curadores convidados de outros países, e se estende até 12 de dezembro. Para ver a programação completa, além de horários e localização das obras, acesse o site e tenha um bom passeio cultural.

  1 comment for “Bienal de Arte de São Paulo abre renovada, polêmica e com enfoque político

  1. 04/10/2010 at 16:19

    Excelente post. Nós da Retina Comunicação estivemos na Bienal do Graffiti, em setembro.
    Postamos algumas fotos em nosso blog http://retinacomunicacao.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *